Buscar
  • Maria Cristina Salgado

Seremos uma Barbie?



Mas que bem: concordo plenamente com esta Ideia da Mattel.


A boneca mais famosa do mundo, durante os seus 57 anos nunca tinha sofrido tanta inovação.


Em 1998, o molde foi ligeiramente alterado para alargar a cintura da Barbie, 17 anos depois da primeira Barbie negra ter aparecido, em 1981.


A ciência tem mostrado que as suas medidas, transportadas para um ser humano, resultariam numa mulher deformada.

Em 2009, a Universidade Central do Hospital de Helsínquia, na Finlândia, indicou que à Barbie lhe faltariam entre 17 e 22% de gordura corporal para que fosse uma mulher saudável e com menstruação.


Por isso agora a realidade é outra: já estarão disponíveis em Portugal as novas Barbies com os 3 novos tipos de corpo: a baixa, a alta e a curvilínea, que se juntam à boneca já existente.


Mas a diversidade não fica por ai: passaram a existir Barbies com 7 tons de pele, várias tons de cor de olhos e 24 penteados e cortes de cabelo diferentes.

A boneca mais diferente é a curvilínea curvy com ancas largas e uma barriguinha ligeiramente saliente.


Que giro, adorei a Ideia. Como a Barbie, todas seremos perfeitas.

Gordas, magras, altas, baixas. Nada de racismos, de estereótipos de mulheres perfeitas, muito bem. Assim fosse mesmo a nossa realidade e todos pensassem assim. Seriamos um mundo perfeito.


Nas lojas de brinquedos e mesmo nos Hipermercados ainda não as encontrei, mas juro que estou curiosíssima de as ver.


É agora que já não necessitamos de ser uma Top-model para nos intitularmos de Barbie.


Uma feliz 4ª. feira a todas as Barbies que me seguem. Beijos!


Maria Cristina


6 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle

© 2020 por MARIA CRISTINA D'OLIVEIRA SALGADO | Portugal