Buscar
  • Maria Cristina Salgado

Cão-guia amigo fiel


Todas as manhãs, no meu percurso casa/trabalho quando venho com os meus filhos no carro, cruzamo-nos com dois cães-guia.

O 1º auxilia um rapaz que sei que trabalha num hipermercado da nossa cidade e o 2.º que consigo apreciar melhor, pois habitualmente estou parada no semáforo, guia uma rapariga com um ar muito simpático, que vai sempre falando com ele.


É linda e até emocionante a postura destes animais. Adoro apreciar.

Lá vão eles, muito compenetrados do seu papel, transmitem uma imagem de confiança que acredito que os seus donos a sintam também.


Tive curiosidade de conhecer mais acerca destes cães e soube que este tipo de cão é um animal preparado para guiar pessoas cegas ou com deficiência visual grave, e auxiliá-los também nas tarefas caseiras.


O cão deve ter a capacidade de discernir eventuais perigos devidos a obstáculos, o que requer cães de inteligência bastante elevada e treino avançado.

As raças mais comuns de cães-guia são Labrador, Golden Retriever e Pastor Alemão.


Mas há um pormenor: embora possam ser treinados para desviar vários obstáculos, não conseguem distinguir cores como verde e vermelho, não podendo por isso interpretar um semáforo. Eles são treinados sim para observarem o fluxo da área a ser percorrida e daí realizar a ação desejada com segurança.


O cão-guia é responsável por auxiliar o dono a se locomover para qualquer lugar e, por estar em trabalho, terá de ser aceite em locais públicos.


A responsabilidade de um cão-guia é bastante séria. O animal é rigorosamente treinado para que siga as regras necessárias para a segurança do dono:


Manter-se firme, sempre à esquerda ou um pouco à frente de seu dono;

Mover-se em qualquer direção apenas quando ordenado;

Ajudar o seu dono a lidar com os transportes públicos;

Ignorar distrações, como pessoas, outros animais, cheiros, etc.;

Deitar silenciosamente enquanto o seu dono permanece sentado;

Conhecer e evitar caminhos com obstáculos;

Parar sempre perto de escadas até que receba uma ordem para seguir;

Levar o seu dono até aos botões dos elevadores;

E em especial obedecer aos comandos verbais do dono.


Atenção, por mais bonitos e amorosos que os achemos NUNCA os devemos distrair.

Nada de festinhas ou uma pequena brincadeira: eles estão em trabalho e são sim fiéis e amigos do seu dono.


Bem, hoje falei-vos destes amigos que na minha Ideia merecem todo o respeito e carinho.


Beijinhos e um dia feliz.


​ ​

20 visualizações
  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - White Circle

© 2020 por MARIA CRISTINA D'OLIVEIRA SALGADO | Portugal